expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

Santa Rosa

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

Clinica Stima

Clinica Stima

JET MOTORS - LIFAN

JET MOTORS - LIFAN
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Polícia Civil esclarece homicídio; acusado foge após publicação no Facebook

Rômulo Augusto Lemes da Silva,
o "Bilica" é considerado foragido
da justiça desde ontem
Foto: Polícia Civil
A Polícia Civil de Piedade, após cerca de 55 horas de árduo e intenso trabalho de  apuração de fatos, oitivas de testemunhas, investigação, formalidades policiais e exigências legais, empenhados entre a madrugada de segunda-feira (4) e a madrugada desta quinta-feira (7) viu ser frustrada a tentativa de prender o homem acusado da autoria do homicídio do jovem Douglas Donizete Schleetz, 23 anos, conhecido como "Borracha", crime ocorrido na madrugada do dia 4 de agosto, na lanchonete "Cuca Fresca" situada à rua Capitão Moraes, centro da cidade. Nesta terça-feira (5), fiscais da Prefeitura lacraram o estabelecimento onde o assassinato foi cometido, em razão da desobediência à lei que determina o fechamento de bares e similares às 23 horas, uma vez que o crime aconteceu após este horário quando a lanchonete ainda estava aberta ao público.

As investigações culminaram no pedido de prisão temporária de 30 dias requisitado pelo Delegado de Polícia de Piedade, Dr. Oscar Garcia Machado Júnior e acatado pelo Juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca, Dr. Cássio Mahuad, que expediu mandado contra Rômulo Augusto Lemes da Silva, 26 anos, morador do bairro dos Moreiras, conhecido como "Bilica", apontado como o autor dos disparos que tiraram a vida de "Borracha".

No início da manhã desta quinta-feira os Policiais Civis Fábio Silva, Sérgio Sobrinho e Sérgio Júnior, com o apoio dos Policiais Militares Soldados Campestrini e Pires, estiveram na casa de "Bilica" no bairro dos Moreiras para cumprir o mandado de prisão expedido contra ele, porém, o procurado não estava no local. Segundo os policiais declararam ao Blog "Bom Dia Piedade", a companheira do foragido contou que "Bilica" fugiu após tomarem conhecimento através de uma publicação na página do Facebook do Jornal Folha de Piedade, de que seu amásio estava na condição de procurado pela justiça. Até então somente algumas pessoas presentes à reunião do Conselho Comunitário de Segurança, ocorrida na manhã de ontem (6), tinham ciência de que o suspeito da autoria do homicídio teria um mandado de prisão contra ele, após declaração do Delegado de Polícia de Piedade, Dr. Oscar Garcia Machado Júnior.

A notícia veiculada por volta das 15 horas desta quarta-feira (6) no site de relacionamentos, de acordo com a polícia, acabou alertando "Bilica", que por volta das 18 horas de ontem acabou fugindo. 

O crime, segundo a polícia - Conforme informado pela Polícia Civil de Piedade, uma testemunha, cuja identidade está sendo preservada, disse que estava dentro da lanchonete "Cuca Fresca" quando um ouviu um disparo de arma de fogo e em seguida Douglas Donizete Schleetz, o "Borracha" entrou correndo para dentro do estabelecimento em direção ao banheiro. Atrás dele entrou "Bilica" com uma arma, provavelmente uma pistola semi-automática calibre 635, à mão. "Borracha" já teria sido atingido por um tiro na barriga e ainda foi alvejado por mais três tiros, um no queixo e dois nas costas, vindo a morrer junto à parede do banheiro.

A testemunha não revelou quem arrastou o corpo de "Borracha" para fora da lanchonete., nem quem teria limpado o interior do estabelecimento, uma vez que em perícia realizada no local há indícios de sangue e também o sinal do trajeto do corpo pelo chão da lanchonete. 


A motivação do crime - De acordo com testemunhas ouvidas pela Polícia Civil, momentos antes do assassinato, teria acontecido uma briga entre "Bilica" e um amigo de "Borracha" na lanchonete. "Bilica" teria deixado o local juntamente com alguns amigos, prometendo que iria voltar para se vingar. O amigo da vítima percebeu a situação e foi embora dali e não retornou. 
Quando "Bilica" voltou, perguntando pelo homem o qual tinha se desentendido anteriormente, "Borracha" teria tirado satisfação, foi quando ocorreram os disparos e o assassinato. Há cerca de um ano, "Borracha" e "Bilica" teriam brigado, ocasião em que o acusado de homicídio teria quebrado um dente, fato que teria gerado ódio entre vítima e acusado.

Rômulo Augusto Lemes da Silva, o "Bilica", que já respondeu a processo por tráfico de entorpecentes, está na condição de foragido da justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário