expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

Santa Rosa

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

Clinica Stima

Clinica Stima

JET MOTORS - LIFAN

JET MOTORS - LIFAN
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Dezenas de equipamentos de informática são furtados de escola na Vila Moraes

Alicate amperímetro similar ao furtado
na escola da Vila Moraes
Imagem obtida na internet
A mesma unidade escolar que teve a sala da diretoria incendiada em novembro, novamente á alvo da ação de marginais. Na madrugada desta quarta-feira (17), a Escola Estadual "Professora Maria Ignês Araújo Paula Santos" foi invadida e vários equipamentos de informática foram furtados, prejudicando em muito aos professores e alunos.


O delito foi constatado no início da manhã, quando os primeiros funcionários chegaram para trabalhar e se depararam com os portões do pátio abertos, bem como o cadeado da grade e o prédio da escola sem energia elétrica, pois, a chave geral de energia, que fica no jardim, tinha sido desligada.

Uma das grades internas que fica junto a uma das portas tinha e as fechaduras quádruplas da porta da sala de informática tinham sido estouradas. O sistema de alarme foi anulado pelos ladrões, que retiraram apenas os principais (placas) componentes das CPUs. Após uma verificação geral a diretora da unidade escolar e sua equipa constataram que tinham sido furtados os seguintes equipamentos:    
  • 3 alicates (um amperímetro da marca Minipa; de corte e um universal);
  • 13 CPUs de computadores Positivos; 
  • 3 monitores Positivo;
  • 6 estabilizadores;
  • 36 caixas de som para computadores;
  • 100 metros de cabo 16 milímetros.
Os fatos foram relatados em boletim de ocorrência junto à Delegacia de Polícia de Piedade. O Delegado Dr. Oscar Garcia Machado Júnior determinou a realização de perícia no prédio da escola. A Polícia Civil investiga o ocorrido. Em 11 de novembro esta mesma escola foi invadida, furtada e a sala da diretoria foi incendiada por marginais. Devido a esta ação, a unidade escolar ficou com as aulas suspensas por vários dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário