expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Anhanguera

Anhanguera
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

Santa Rosa

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

Clinica Stima

Clinica Stima

Lifan X60

Lifan X60
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Nova tempestade deixa estragos por toda cidade - GCM encara alagamento e ajuda família no Grácio

Vila do Grácio - GCM Nunes carrega criança no colo e auxilia família que foi se abrigar numa casa vizinha
Foto: Cortesia
A forte chuva com ventos ciclônicos de alta intensidade que caiu sobre Piedade começou exatamente às 15 horas, durou 35 minutos, mas, deixou muito estrago. Inundações e quedas de árvores foram registradas em vários pontos da cidade. Na Vila do Grácio, ponto crítico para alagamentos, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) auxiliaram uma família a sair da casa tomada pelas águas barrentas. A Defesas Civil também teve muito trabalho. Com imagens obtidas por nossa reportagem e com fotos enviadas por amigos internautas, levamos alguns registros das consequências da pancada de chuva desta quarta-feira (17), na cidade. Já na segunda-feira (15) foram registrados 82,5 milímetro de chuva em mais de uma hora. Um tanque se rompeu no bairro dos Garcias, o que acabou contribuindo para as inundações há dois dias. Lixo acumulado em boeiros e galerias teriam contribuído para os alagamentos. Não há informações sobre vítimas.

As ruas José Batista e Nilton Rosa Baldy, na Vila do Grácio (próximo ao Terminal Rodoviário), mais uma vez moradores tiveram suas casas invadidas pela água. Os agentes da GCM Nunes, Mário e Costa tiveram atuação exemplar ao encarar a água na altura de suas cinturas e socorrer às pessoas que estavam em situação difícil perante a rua inundada e suas casas sendo invadias pelas águas. A prefeita Maria Vicentina Godinho Pereira da Silva (PSDB), o Coronel Júlio César Dias Vieira, que chefia a Defesa Civil em Piedade, Guardas Civis Municipais  e equipes da prefeitura estiveram nos pontos mais críticos para agilizar o envio de ajuda e tentar solucionar os problemas advindos pela forte tempestade de verão que caiu sobre Piedade nesta tarde.

GCM Nunes analisa a situação...

... e segue em direção à família que está ilhada na própria casa
Foto: Cortesia

CadêRua José Batista
Foto: Cortesia

Na Vila Beira Rio, que como o próprio nome diz, está situada às margens do rio Pirapora, no bairro Paulas e Mendes, dois dias após algumas casas serem invadidas pela água, novamente a situação ficou muito complicada para os moradores da região. A Vila só não ficou sitiada por que existe uma rua que liga a localidade com a Via Antonio Leite de Oliveira e também por uma passarela metálicas que ficou sobre o nível do rio. Uma outra ponte de pedestres ficou debaixo d'água. Também nesta localidade os agentes da GCM andaram em meio a água turva para levar apoio aos moradores. 

Vila Beira Rio, tomada pelas águas do rio Pirapora
Foto: Bom Dia Piedade


Vila Beira Rio, tomada pelas águas do rio Pirapora
Foto: Bom Dia Piedade
Vila Beira Rio, tomada pelas águas do rio Pirapora
Foto: Bom Dia Piedade
Dezenas de bueiros, principalmente nas duas marginais do saturado Rio Pirapora, jorravam água para cima meia hora após o término da chuva. A galeria que começa na Praça Dr. Amélio D'Ávila Ribeiro, junto à Escola "Carlos Augusto" e passa sob pelas ruas Barão do Rio Branco, Capitão Antonio Parada, Araújo Leite, Cônego José Rodrigues de Oliveira, Fernando Croccia e Avenida Raimundo Nonato Leite, até desembocar no Rio Pirapora, transbordou e causou alagamentos em três destas vias urbanas.
Parte baixa da Rua Araújo Leite inundada
devido à galeria que não suportou a
quantidade de água

Foto: Émerson Duarte
Parte do comércio no centro da cidade teve que fechar suas portas
Foto: Fabiana Santos

Na rua Antonio Amâncio Vieira a situação ficou bastante complicada. O problema existe há décadas segundo o  moradores da região. Desta feita uma verdadeira cachoeira se formou nesta que é a principal via pública da Vila Amâncio. O comerciante Edson Gonçalves teve seu bar tomado pela enxurrada.
Bar na Vila Amâncio invadido pela enxurrada

Bar na Vila Amâncio invadido pela enxurrada

Cachoeira desde de terreno junto à rua Antonio Amâncio Vieira...

...toma conta da calçada

...e da rua 
Rua Arlindo Godinho da Silva esquina com a rua José Batista
Foto: Renan Galuzzi
Ribeirão dos Cotianos à beira da exaustão ameaça invadir a marginal
Foto: Renan Galuzzi

Árvore derrubada pelo vento na rua Eraldino Antunes Soares - Parque da Torre
Foto: Renan Galuzzi










6 comentários:

  1. Nossa! se continuar assim teremos que usar barcos. e de quem é a culpa?

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a atuação dos GCM's, e que Deus nos guarde nessas situações é aterrorizante, mesmo assim precisamos tomar cuidados com o lixo que é jogados nas ruas.

    ResponderExcluir
  3. Além do lixo que é jogado a rua, temos que lembrar que o última limpeza feita no rio Pirapora com draga foi no mandato do prefeito José Tadeu, depois disso nunca mais foi feito a limpeza com draga.

    ResponderExcluir
  4. Lamentavel!!!
    Pois isso so esta acontecendo por culpa de nós mesmo ,as pessoas tem a facilidade de passar a culpa para terçeiros quando se na verdade a culpa é de cada um de nós,parem de pensar que se vc jolgar lixo na rua estara dando serviços pros garis ,e agora como fica estas familias que estão passando por isto,de terem suas casas invadidas pela aguas da chuva ,gentem cuidem de sua cidade pois não é um dever e sim obrigação de cada um de nós pois moramos nela.

    ResponderExcluir
  5. Eu também perdi meu carro FC no meio da enchente aqui nos Paulas e Mendes e preciso ser tomado alguma previdência limpar os boeiros já é um bom comesso.

    ResponderExcluir
  6. Obrigação nossa mais também de quam comanda a cidade comessando por limpar os boeiro porque isso alguma atitude deve ser tomada de quem comanda está cidade eu perdi meu carro na enchente e precisava para trabalho o prejuízo foi grande tive que sair e abandonar o carro porque sabe Deus o que teria cido de mim.

    ResponderExcluir