expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

Clinica Stima

Clinica Stima

JET MOTORS - Confiança no melhor negócio!

JET MOTORS - Confiança no melhor negócio!
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR!

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Homem acusado de abusar sexualmente da filha de seis anos é preso pela Polícia Civil

Polícia Civil apurou as denúncias e
requisitou a prisão preventiva
do acusado

Foto: Arquivo
Um homem de 31 anos de idade foi preso pela Polícia Civil de Piedade após mandado de prisão preventiva expedido pela justiça local, em atendimento ao Delegado de Polícia. O indivíduo é acusado de abusar por diversas vezes da filha ainda criança.

O indivíduo foi preso pela Polícia Civil por volta das 14 horas desta quinta-feira (28), no bairro dos Carneiros, onde residia atualmente. A prisão preventiva foi decretada pela Dra. Francisca Cristina Muller de Abreu DAll'Aglio, da 2ª Vara da Comarca de Piedade, que em seu despacho considerou pedido feito pelo Delgado de Polícia Dr. Oscar Garcia Machado Júnior após investigações efetuadas pela Polícia Civil quanto às denúncias de que a menina sofria abusos sexuais há vários anos. Segundo a magistrada, vítima e testemunhas vinham sendo ameaçadas pelo acusado. 

A Juíza considerou o que foi apurado em inquérito policial no qual foi apurado que dentre os abusos praticados pelo pai, ele forçava a menina, que em 2014, por ocasião da denúncia tinha seis anos de idade, a assistir inúmeros filmes pornográficos "como intuito de minar eventual resistência e fazê-la acostumar com a prática de atos sexuais", relata a Juíza.

O nome do acusado não foi divulgado para não expor a criança e demais familiares. O indivíduo foi transferido para a Cadeia de Pilar do Sul onde permanece a disposição da justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário