expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

Residencial Piemont - O único condomínio fechado da cidade

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

JET MOTORS - Confira as condições especiais para produtores rurais e empresas

JET MOTORS - Confira as condições especiais para produtores rurais e empresas
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR!

Clinica Stima

Clinica Stima

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Dona de casa flagrada furtando blusas em loja no centro da cidade

Blusas que estavam sendo levadas da loja pela acusada
Foto: Bom Dia Piedade
Uma mulher de 46 anos de idade foi presa pela Guarda Civil Municipal (GCM) após ser flagrada furtando três blusas numa loja no centro da cidade, na tarde desta quarta-feira (3).


Eram por volta de 15h20min quando a gerente da loja situada no início da rua General Valdomiro de Lima questionou a mulher que deixava o interior do estabelecimento sem pagar por três blusas de lã que estavam dentro de uma sacola em sua bolsa. A cliente havia passado pelo caixa e pagou por outras mercadorias. 

Os agentes da GCM Renato e Nunes foram à loja, inicialmente a mulher, que trazia seu filho no colo, negou a autoria do delito, porém, foi conduzida à Delegacia de Polícia onde o Delegado Dr. Oscar Garcia Machado Júnior determinou que fosse indiciada por furto, arbitrou fiança de R$ 2.500, a qual foi honrada por familiares e a acusada foi solta para responder ao processo em liberdade.

Segundo a família a autora do furto passa por tratamento psiquiátrico e teria cometido o delito em razão de transtornos mentais aos quais vem sendo acometida. As mercadorias foram avaliadas em R$ 119,70 e devolvidas aos legítimos donos.

Um comentário:

  1. Gozado, a gente não vê pessoas que passam por tratamento psiquiátrico distribuindo dinheiro nas ruas ou dando os seus pertences em praça pública. Mas vê elas furtando lojas, mercadinhos, bolsas de senhoras idosas, etc. Porque será, não é mesmo? Tem algum médico aí que poderia me explicar?

    ResponderExcluir