expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

RESIDENCIAL MAENO - PRONTO PARA RECEBER VOCÊ E SUA FAMÍLIA!

O que sempre foi bom fica melhor ainda no Feirão Jet Motors.

O que sempre foi bom fica melhor ainda no Feirão Jet Motors.
IMPERDÍVEL!

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

Dentista

Dentista

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Polícia Civil prende cinco integrantes de quadrilha de tráfico de drogas que agia em Piedade

Revólver calibre 38 e mais de duas mil porções de
entorpecentres apreendidos em fevereiro de 2016
deram início às investigações
Foto: Arquivo - Bom Dia Piedade
Operação desencadeada pela Polícia Civil no início da manhã desta quinta-feira (25), e que que contou com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), resultou na prisão de cinco indivíduos envolvidos com o tráfico de drogas, apenas um deles não possuía antecedente criminal. Os mandados de prisão foram cumpridos em quatro bairros, n cidade e na área rural  de Piedade. Um dos homens presos foi pego com sete porções de crack e novamente indiciado por tráfico e associação ao tráfico de entorpecentes. Quatro outros indivíduos do bando já haviam sido presos anteriormente.

As equipes da Polícia Civil de Piedade começaram as ações às 6:00 horas pontualmente. Dois indivíduos foram presos no CDHU Ayrton Senna, sendo que um deles, apontado como gerente do tráfico no local, estava com sete pedras de crack em seu apartamento. Em razão do flagrante foi indiciado por tráfico e associação ao tráfico de drogas. Os outros três suspeitos de integrar uma quadrilha que traficava na cidade e na zona rural do municípios foram presos nos Cotianos, e nos bairros do Poço e Gurgel, localidades rurais situadas, respectivamente, no início e no final da estrada dos Lavradores.
Pedras de crack apreendidas
com um dos suspeitos
Foto: Bom Dia Piedade

Os mandados de prisão temporária de 30 dias expedidos pela justiça local, foram requisitados pelo Delegado Dr. Oscar Garcia Machado Júnior como resultado das investigações iniciadas em fevereiro, quando foram apreendidos um revólver e milhares de porções de drogas num apartamento do CDHU Ayrton Senna

Este inquérito acabou sendo precocemente encerrado após o assassinato - no dia 22 de abril - de um homem de 62 anos, morto a facadas em seu apartamento em um dos prédios do mesmo conjunto habitacional, pois que, no decorrer das investigações do tráfico houve um cruzamento de informações com o homicídio. 

Conforme apurado pelos investigadores Polícia Civil, dois dos integrantes da quadrilha do tráfico teriam agido na morte do idoso. Estes dois jovens foram presos em 11 de julho, juntamente com um terceiro integrante do grupo. Mais um suspeito de integrar o bando também já havia sido preso temporariamente por 30 dias e posteriormente as prisões foram convertidas em preventivas, as quais não têm prazo definido de duração. 

Segundo a Polícia Civil, todos os quatro indivíduos presos anteriormente e os cinco presos hoje (quinta-feira, 25 de agosto) estariam envolvidos no tráfico de drogas no CDHU Ayrton e outras localidades de Piedade. Os procurados capturados hoje serão transferidos para a Cadeia de São Roque e também poderão ter suas prisões temporárias de 30 dias convertidas em preventivas.

2 comentários:

  1. Eu me lembro que em abril foi noticiado em 2 canais de televisão a morte daquele senhor no CDHU, inclusive com imagens do apartamento. Agora que ficou tudo esclarecido, esse caso poderia voltar pra mídia com a mesma ênfase dada quando da captura de outras quadrilhas do tráfico. Para memória daquele senhor assassinado e por reconhecimento do ótimo trabalho efetuado pelos policiais.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você Jose luis, porem essas prisões temporárias só mostra a fragilidade da nossa justiça, logo estão de volta na mesma lida. precisa de uma politica a onde o trafico sejam vistos pelos órgãos competentes com uma forma de punição mais severa.

    ResponderExcluir