expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

COISAS DA FABY

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

Na JET MOTORS você tem a certeza do melhor negócio!

Na JET MOTORS você tem a certeza do melhor negócio!
Consulte também os planos de consórcio

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

UAC INFORMÁTICA - Soluções para você e sua empresa

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Marginais agarram desempregado em assalto no centro da cidade

Um desempregado de 46 anos de idade foi atacado por dois indivíduos  que levaram o pouco dinheiro que a vítima possuía e seu aparelho celular.

O assalto se deu por volta das 21 horas deste domingo (4). O desempregado caminhava pela Avenida Antonio Correia da Silva (marginal direita do Rio Pirapora), quando nas proximidades da praça da Paineira dois indivíduos vieram em sua direção, um deles o agarrou pelo pescoço, imobilizando-o com um 'mata-leão' , enquanto o outro ladrão arrancou o celular, a carteira do bolso da vítima, pegou R$ 60 e os dois saíram correndo em direção à rotatória da praça da Bandeira.

A vítima seguiu a pé até o Pelotão da Polícia Militar, prestou queixa do ocorrido, biscas foram efetuadas por toda cidade, mas, os autores do roubo não foram localizados.

Um comentário:

  1. Piedade de cidade pacata, a vida selvagem, já não se pode mais sentarmos no banco da praça e ter um dedo de proza com tranquilidade, caminharmos pelas ruas sem sermos vigiados por interesseiros, isso quando não se é atacado pelos selvagens a ponto de tirar o pouco que resta, agredindo a figura humana e o sentimento do próximo a agitação chegou em nossa cidade, estacionar no centro deveria valer medalha de ouro quando se acha uma vaga, ninguém explicou para o povo que o sinal verde é dos carros e não pra eles atravessarem.
    Piedade terra de povo que luta, que sonha que quer paz.

    ResponderExcluir