expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

Residencial Piemont - O único condomínio fechado da cidade

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

JET MOTORS - Confira as condições especiais para produtores rurais e empresas

JET MOTORS - Confira as condições especiais para produtores rurais e empresas
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR!

Clinica Stima

Clinica Stima

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Agricultores amargam prejuízos com os repetidos furtos em suas lavouras e suas casas

Número de furtos de produtos
agrícolas cresceu nos últimos meses
Foto: Arquivo
A petulância dos ladrões chegou a um ponto insuportável. Além de furtar as propriedades alheias a qualquer hora do dia ou da noite, cada vez mais estes marginais praticam este tipo de delito por mais de uma vez no mesmo local. Situações de reincidência tem sido registradas cada vez com maior frequência. Assim se deu em dois bairros distintos de Piedade: Leites e Sarapuí dos Torres. Não bastassem os prejuízos com as perdas nas prodições de hortifrutigranjeiros, com o s baixos preços no mercado consumidor e com as intempéries, os agricultores sofrem com a ação dos marginais. 


Nesta terça-feira (11), por volta das 11h30min, ao chegar e sua casa um morador do bairro Leites se deu conta de que alguém tinha arrombado a porta da sala e o microondas não estava na cozinha. Ao verificar no lado externo da residência percebeu que o aparelho estava escondido sob um monte de tábuas no quintal. Ocorre que semanas antes seu sítio já havia sido invadido, a casa arrombada e de lá tinha sido furtados: um televisor de 42 polegadas, uma máquina filmadora/fotográfica digital, três celulares Samsung, DVDs, três extensões elétricas e a fiação da bomba d'água.

Já no bairro Sarapuí dos Torres, na madrugada desta quinta-feira (13), ladrões invadiram uma roça situada à margens da vicinal que que dá acesso ao bairro Santos e Paiol e furtaram 130 caixas de morango (cada caixa com quatro cumbucas). O prejuízo do agricultor foi de mais de R$ 1.300. Segundo a vítima os marginais agem de maneira a deixar o mínimo de vestígios da ação delituosa. 

Segundo o produtor rural os indivíduos procuram deixar a vegetação de um jeito que de longe não dá para perceber que alguém retirou as frutas, não cortam cercas, abrem e fecham porteiras, com isto retornam às propriedades. Os delinquentes praticam os furtos por mais de uma vez e quando o agricultor se dá conta constata que uma grande quantidade de frutos foram levados. Há menos de um mês foram furtados canos e outros equipamentos de irrigação desta mesma lavoura.

A Polícia Civil trabalha no esclarecimento destes delitos. Pede-se quem tenha informações que possam levar aos autores destes delitos para que entre em contato com a equipe de investigação pelos telefones (15) 3244.1220, 3244.1222 ou pelo disque-denúncia 181 (sigilo absoluto).

Um comentário:

  1. É mais fácil informar os receptadores. São sempre os mesmos. Há muito tempo eu não compro nada nas estradas. Não tenho como saber de onde está vindo esses produtos. Não fornecem nota fiscal. Está muito fácil pra polícia descobrir quem está revendendo os produtos roubados. Agora, se esses delitos não derem mais de 4 anos de condenação para os ladrões, eles não serão presos. Ficarão livres com o aval da justiça e com a moral lá em cima para roubarem novamente. Pra justiça esses roubos são crimes de pequeno potencial ofensivo. Então o melhor à fazer é abandonar tudo; trocar de ramo, ou plantar madeira, ou lotear a área toda.

    ResponderExcluir