expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Fazenda Santa Regina

Fazenda Santa Regina
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR!
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

Santa Rosa

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

Ótica Piedade

Ótica Piedade
Curta nossa página no Facebook

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Clinica Stima

Clinica Stima

Jet Motors, a certeza de uma ótima aquisição

Jet Motors, a certeza de uma ótima aquisição
CLIQUE NA IMAGEM PARA CONFERIR!

sábado, 21 de janeiro de 2017

Dupla é detida pela Polícia Militar acusada de furtar portão nos Cotianos

Dois homens foram detidos pela Polícia Militar sob a acusação de que teriam furtado o portão de uma casa no bairro Cotianos, no início da noite desa sexta-feira (20). Levados à Delegacia de Polícia um dos suspeitos alegou que ele havia instalado o portão e o dono anterior do imóvel de onde foi retirado não pagou pelo serviço, por isso o retirou e levou para sua residência.


Por volta das 19 horas da sexta-feira (20), a dona do imóvel situado à rua Nazário Mendes, Cotianos, que trabalha em outra cidade, recebeu uma ligação na qual uma pessoa lhe disse que dois homens estariam retirando o portão que estava instalado na moradia, a qual costuma ser alugada, mas, que atualmente está inabitada. 

'Nunchako' similar ao que teria sido
usado para ameaçar o adolescente
A mulher ligou para seu filho, contou-lhe o que estava acontecendo, o adolescente foi ao local e ao questionar o que a dupla estava fazendo teria sido ameaçado com um 'nunchaku'. O jovem recuou, mas observou os dois indivíduos retirando o portão e levando para a casa de um deles. A Polícia Militar foi comunicada do ocorrido, o Cabo Dias e o Soldado Rafael foram ao local, depois seguiram para a residência de um dos suspeitos que lá estava, juntamente com o portão. 

O outro suspeito também estava em sua casa. Ambos foram presos pela Polícia Militar, conduzidos à Delegacia de Polícia. Um dos acusados (40 anos de idade), alegou que ele teria colocado o tal do portão na moradia e o antigo proprietário do imóvel não lhe pagou teria pago pelo serviço. Já a mulher relatou que comprou o imóvel há anos e que nunca soube que haveria qualquer pendência em relação ao mesmo.

Após ouvir as partes envolvidas a autoridade policial decidiu pela elaboração do termo circunstanciado de ocorrência de exercício arbitrário das próprias razões e com isto os dois indivíduos foram liberados. O portão foi apreendido até que se esclareça a situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário