expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

RESIDENCIAL MAENO - PRONTO PARA RECEBER VOCÊ E SUA FAMÍLIA!

Na JET MOTORS você tem a certeza do melhor negócio!

Na JET MOTORS você tem a certeza do melhor negócio!
Consulte também os planos de consórcio

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Homem vai parar na cadeia acusado de agredir a esposa

Um homem de 31 anos de idade foi preso pela Guarda Civil Municipal (GCM) no Parque da Torre, sob a acusação de tentar agredir e ameaçar sua esposa, na noite desta segunda-feira (6).

Segundo informações obtidas junto às autoridades policiais, às 19h40min desta segunda-feira, os GCMs Komauer e Souza foram averiguar uma chamada a respeito de uma desinteligência, uma briga entre marido e mulher, que estaria acontecendo no Parque da Torre. 

Ao chegarem no local indicado os agentes se depararam com um indivíduo bastante exaltado e dentro de um carro estava a ex-esposa dele. Segundo os GCMs o homem berrava com a mulher, teria dito que "isso não vai ficar assim" e atirado um pedaço de pau de cerca de 40 centímetros de comprimento na direção dela, sem que a vítima fosse atingida.  

O casal - que já não vive sob o mesmo teto há alguns meses - e uma testemunha foram conduzidos à Delegacia de Polícia. Ao ouvir as partes envolvidas o Delegado Dr. Oscar Garcia Machado Júnior determinou que o indivíduo fosse indiciado por lesão corporal, ameaça e violência doméstica (I Lei Maria da Penha), pois, que a mulher alegou que havia sido ameaçada de morte e também que no dia 26 de novembro teria sido agredida com um soco no rosto, fato registrado em boletim de ocorrência no dia 7 de dezembro. A autoridade policial arbitrou fiança de R$ 3.748, a qual não foi paga e o réu foi transferido para uma unidade prisional da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Identidade Visual

Identidade Visual