expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

17ª Festa do Kaki Fuyu

17ª Festa do Kaki Fuyu
CLIQUE NA IMAGEM PARA CONFERIR A PROGRAMAÇÃO

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

Na JET MOTORS você tem a certeza do melhor negócio!

Na JET MOTORS você tem a certeza do melhor negócio!
Consulte também os planos de consórcio

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

UAC INFORMÁTICA - Soluções para você e sua empresa

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Prefeitura de Tapiraí divulga programação do 58º aniversário do município

A Prefeitura de Tapiraí definiu a programação dos eventos em comemoração aos 58 anos de emancipação político-administrativa do município, que é comemorado no dia 19 de fevereiro. Confira:


Dia 05 (domingo)

  • 8 horas - Torneio de Gate-Ball no Estádio Municipal Anthemo Victório Pilan;

  • 9 horas - Início Taça Cidade de Futebol de Campo no bairro do Turvo.


Dia 17 (sexta-feira)

  • 19 horas - Sessão Solene na Câmara Municipal de Tapiraí.


Dia 18 (sábado)

  • 9 horas - Início da Taça Cidade de Futsal Infantil no Ginásio Poliesportivo Gigantão.


Dia 19 (domingo) - Aniversário de Tapiraí

  • 9 horas - Hasteamento à Bandeira no Paço Municipal Hideo Tiba com a apresentação da Banda Marcial de Tapiraí;
  • 9h30 - Passeio Ciclístico com saída no Paço Municipal até a cachoeira do limoeiro;
  • 9h30 - Cavalgada com saída no bairro do Turvo até a praça central de Tapiraí.
  • 12 horas - Festividades na Praça Central com muita diversão ao som de:Léo Duarte; Flávia e Marcos; Aruan e Tiggre; Thays Santos; Newton e Willian; Junior Freitas; Moisés da Viola e Banda e José Alberto “o cancioneiro da serra”,com brinquedos infláveis, pipoca e algodão doce para a criançada. Além de muita diversão e brincadeiras com o Palhaço Paçoquinha.



Tapiraí - Dados e história (informações obtidas no site www.tapirai.sp.gov.br)

Número de habitantes: 8.012 – IBGE 2010

População residente urbana: 5.728

População residente rural: 2.284

Área da unidade territorial: 755,100 km2

Densidade demográfica: 10,61 hab/km2

Localização: Município da região Macro Metropolitana do Estado de São Paulo

Limites: Sete Barras, Juquiá, Miracatu, São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul, Piedade e Ibiúna.
Altitude: 880m

Clima: Temperado

Distância da capital: 135 km

Distrito: Turvo
Criação do Município: 19 de fevereiro de 1959  

CEP: 18180-000

DDD: 15

Gentílico: tapiraiense
 

Município situado em uma região cercada de Mata Atlântica, com rios de águas cristalinas e inúmeras cachoeiras. Tapiraí possui 80% de sua área tombada como Área de Proteção Ambiental (APA). Também foi declarada Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO. Destaca-se na produção de gengibre, considerado um dos melhores do mundo. É dona de diversos atrativos ligados ao ecoturismo. Durante o verão, os dias são quentes e as noites amenas. Já no inverno, o frio é rigoroso. Além disso, uma neblina densa envolve a cidade várias vezes ao dia, do outono ao inverno. Sua padroeira é Santa Catarina de Alexandria
 
Histórico

Em 1930, a família Rosa, pretendendo vender suas terras nos sertões do Paranapiacaba, contratou o engenheiro Celso David do Valle que, acompanhado de Celestino Américo, percorreu a região.

Em local por eles considerado ideal para sede de futura povoação, colocaram um marco e denominaram Paranapiacaba, por ficar em um tabuleiro entre os contrafortes da cordilheira marítima. No mesmo ano, foi construído o primeiro rancho, no então Patrimônio de Paranapiacaba, onde hoje está a Igreja Matriz.

Celso David do Valle, José Kenitz Moreira Lima, Royal Maravalhas e Valdomiro do Valle, formaram, em 1932, sociedade e fundaram a Colônia Juquiazinho, Moreira & Cia Ltda., com a finalidade de locar a estrada Piedade - Juquiá, e construir o trecho Piedade - Patrimônio do Paranapiacaba.

Em 1934 iniciou-se a colonização com a formação da Cia. Agrária Paulista, sendo abertas as estradas vicinais do Rio Verde, Juquiazinho, Travessão e Nagasaki. Dois anos depois as famílias japonesas Kubota, Matsumura, Sato e outras iniciaram a produção de carvão vegetal até hoje importante atividade econômica do município.

Em 1938, foi inaugurada a capela e distrito que recebeu o nome de Santa Catarina Mártir. Mas pelo fato de haver um estado com esse nome foi mudado para Tapiraí, expressão de língua indígena que significa lugar de anta devido a grande quantidade dessa espécie existente na região.
 
Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Santa Catarina, pelo Decreto-lei n.º 9.775, de 30-11- 1938, subordinado ao município de Piedade. Pelo Decreto-lei Estadual n.º 14.334, de 30-11-1944, o distrito de Santa Catarina tomou a denominação de Tapiraí. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Tapiraí figura no município de Piedade.Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.

Elevado à categoria de município com a denominação de Tapiraí, pela Lei Estadual n.º 5.285, de 18-02-1959, desmembrado dos municípios de Piedade, Juquiá e São Miguel Arcanjo. Sede no antigo distrito de Tapiraí. Constituído do distrito sede. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Identidade Visual

Identidade Visual