expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

Santa Rosa

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

Clinica Stima

Clinica Stima

Lifan X60

Lifan X60
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Guarda Municipal prende procurado pela justiça no centro da cidade

Renê Pugno possui
passagens por furto,
roubo e tráfico
Foto: Divulgação GCM
Um indivíduo condenado tráfico de drogas, que também possui antecedentes de roubo e furto, foi preso pela Guarda Municipal (GM), no centro da cidade. É a segunda vez que o criminoso é preso por não retornar ao presídio onde cumpria pena após desfrutar do benefício de indulto. Em novembro de 2015 já havia cometido a mesma infração.

A prisão se deu por volta das 14 horas desta quarta-feira (17). Os GMs Miranda (comandante da corporação), Pires e Paes faziam patrulhamento na Praça da Bandeira, quando em dado momento desconfiaram de um homem conhecido nos meios policiais que passava a pé pelo local e demonstrou certo nervosismo ao ver os agentes municipais de segurança. 

Foto: arquivo BDP
Efetuada abordagem, Renê Pugno, 27 anos, não portava nenhum documento e teria dado o nome de outra pessoa na tentativa de enganar os GMs. A história não convenceu, o indivíduo foi conduzido à Delegacia de Polícia. Após ser devidamente identificado foi constatado que o suspeito estava na condição de foragido da justiça, uma vez que saiu da penitenciária de Porto Feliz no indulto de Dia das Mães e não retornou. 

Renê Pugno, que cumpria pena em regime semiaberto por tráfico de drogas.  foi transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba, após a elaboração do boletim de ocorrência de captura de procurado. 



Um comentário:

  1. Parabens a corporação e, total desmerecimento a quem autoriza esses beneficios "indultos", um grande tapa na cara do cidadão de bem.

    ResponderExcluir