expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
Contato: piedadenoticias@hotmail.com

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!

AQUI EU MORO, AQUI EU COMPRO. SÃO 7 MOTOS!
Prestigiar o comércio local é valorizar a si mesmo

Santa Rosa

Casa de Rações NASKASA

Casa de Rações  NASKASA

ALPHA TRANSITO - Recursos de Multas

Nossa Ótica

Nossa Ótica
Qualidade sempre!

Clinica Stima

Clinica Stima

Lifan X60

Lifan X60
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR

domingo, 9 de julho de 2017

Idoso é preso pela Polícia Militar por manter munições calibre 22 em sua casa

Projéteis apreendidos pela
Polícia Militar no flagrante
deste sábado (8)
Foto: Bom Dia Piedade
Um homem de 68 anos de idade foi preso pela Polícia Militar com 23 projéteis calibre 22 que estavam em sua casa. O flagrante se deu após denúncia de disparo de arma de fogo feita pelo 190 em meio a uma confusão no bairro dos Godinhos.

A ação teve início às 18h51min do sábado (8), com uma ligação feita ao 190 da Polícia Militar, na qual uma uma pessoa denunciava que um indivíduo teria disparado um tiro em meio a uma briga no bairro dos Godinhos. Os Cabo Abreu, Lima e Éder, com apoio das equipes compostas pelos Soldados Almeida, Letícia, Camargo e Rafael seguiram para o local. Lá estava o aposentado de 67 anos, suspeito de ter efetuado o disparo de revólver. 

Segundo os Policiais Militares, o idoso tinha um corte na cabeça, ferimento gerado na briga com populares. O homem negou que tivesse efetuado o tiro, que apenas havia "soltado uma bombinha" na rua. Questionado sobre o revólver o aposentado também respondeu negativamente, porém, admitiu que possuía algumas munições em sua casa, onde foram encontrados 23 projéteis calibre 22 intactos num estojo.  O homem alegou que havia pego as munições há seis anos, como pagamento de uma dívida. O revólver não foi localizado. 

O idoso foi conduzido à Santa Casa de Misericórdia onde recebeu os devidos cuidados médicos e depois à Delegacia de Polícia de Piedade. Após tomar conhecimento do ocorrido o Delegado Oscar Garcia Machado Júnior determinou que o aposentado fosse indiciado por posse ilegal de munição. A autoridade policial arbitrou fiança de R$ 937, a qual não foi paga. Com isto o réu transferido pela Polícia Civil para uma unidade prisional da região. As munições foram apreendidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário